domingo, 27 de fevereiro de 2011

A PRINCESA ESQUECIDA - Pr Ronaldo Alves Franco


Era uma vez uma princesa muito bela e sensível, que apesar de ter vários pretendentes, nenhum a pedia em casamento, porque ela tinha um problema:era esquecida.
No entanto, não era de tudo que ela se esquecia. Na verdade, ela se esquecia de apenas uma coisa: que havia se apaixonado no dia anterior.
Isso obrigava os rapazes a ter que reconquistá-la todos os dias.

Apesar desta tarefa não ser muito difícil (pois ela se apaixonava com facilidade), eles tinham medo.
Finalmente, apareceu um pretendente muito determinado, e se casou com ela.

Quando eles fizeram cinco anos de casamento, o rei fez uma grande festa e, ao ver sua filha feliz e radiante, mais linda do que nunca, perguntou ao rapaz:
- Aquele problema da minha filha... bem, vocês estão conseguindo superar? Não tem atrapalhado o casamento de vocês?
- Não, meu rei, ao contrário. Ter que reconquistá-la todos os dias não é um problema, é uma benção. É a força do nosso casamento.


Maridos, vivei com elas com entendimento,
dando honra à mulher, como vaso mais frágil.

I Pedro 3.7

Reflexão

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

10 mandamentos para o marido e para a esposa.

OS DEZ MANDAMENTOS PARA O MARIDO.



1. Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e à tua mulher como cristo amou a igreja (Dt 6.5, Ef 5.25);
2. Alegremente cumprirás o teu dever de provedor do lar, trabalhando e com o suor do teu rosto comerás o teu pão (Gn 3.19);
3. Protegerás a tua mulher com todas as tuas forças, tudo fazendo pelo seu bem-estar e segurança (Lc 12);
4. Darás honra a tua mulher como vaso mais fraco, coabitando com ela com conhecimento (1 Pe 3.7);
5. Vigiarás constantemente para não desejares a mulher do teu próximo (Mt 5.27);
6. Não darás lugar ao ciúme em tua mente, procurando ser puro em todas as coisas (Tt 1.15);
7. Manterás sempre o teu bom humor e não te irritarás com tua mulher (Cl 3.19);
8. Procurarás ter tempo para conversar com tua mulher, sabendo que ela tem necessidade de expressar o que lhe vai na alma (Ec 3.1);
9. Não mentirás a tua mulher, nem farás qualquer negócio sem que ela participe, procurando combinar com ela e ouvir sua opinião, como a auxiliadora (Zc 8.16);
10. Não serás avarento (pão duro), mas suprirás graciosamente as necessidades da sua esposa (Ef 5.5).

OS DEZ MANDAMENTOS PARA A ESPOSA



I. Amarás o senhor teu Deus de todo o teu coração, e a teu marido somente um pouquinho a menos do que amas a Deus (Dt 6.5);
II. Alegremente te submeterás a teu marido, tua cabeça, como ao Senhor (Ef 5.22);
III. Guardarás tua língua com toda diligência, tendo o cuidado de abençoar teu marido e nunca discutir abertamente detalhes íntimos do relacionamento amoroso (Pv 31.26, 11.16);
IV. Conservarás um coração alegre em tudo que tiveres de fazer durante o dia (Pv 17.22);
V. Afastarás de ti uma natureza ciumenta ou egoísta (Pv 6.34);
VI. Preferirás teu marido a qualquer outro (nunca comparando diminutivamente a outros homens) e sinceramente o admirarás e reverenciarás (Ef 5.33);
VII. Diligentemente manterás o teu lar e a ti mesma atraentes, lembrando que não deves somente ganhar o amor do teu marido, mas também conservá-lo (Pv 31.27);
VIII. Darás valor às tuas virtudes femininas mais do que a própria vida (Pv 12.4);
IX. Inspirarás a teus filhos um amor, respeito e reverência a seu pai (Pv 22.6);
X. Não serás ranzinza (Pv 25.24).

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

O MELHOR DE DEUS


"O Melhor de Deus tem pra Sua Vida hoje,
Começa com uma Esperança Vibrante para o Seu Futuro,
Não há limites para as boas coisas da vida,
Quando somos Motivados somente pelo Amor

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

O DESASTRE DA SEPARAÇÃO CONJUGAL


 A carta abaixo, resumida pela redação, foi escrita por uma garota de dezesseis anos para seu pai, que há poucas semanas havia abandonado a família para viver com outra mulher.


Querido pai!


Já é tarde, e eu estou aqui, sentada na minha cama, tentando escrever esta carta. Quantas vezes procurei falar-lhe nas últimas semanas, mas não consegui ficar a sós com você!


Ainda não posso acreditar que você está vivendo com outra pessoa e não consigo imaginar que você e mamãe nunca mais ficarão juntos. Para mim é difícil aceitar esses fatos, principalmente quando fico imaginando seu retorno para casa, voltando a ser o pai que sempre foi para mim e para meu irmão.


Eu gostaria, ao menos, que você entendesse o que está acontecendo em nossas vidas. Por favor, não pense que foi mamãe que me mandou escrever! Ela nem sabe que estou escrevendo. Eu apenas quero lhe contar o que estou pensando e sentindo com a separação de vocês.


Papai, imagino nossa família como um automóvel bem bonito em que viajamos juntos por muito tempo. Por fora ele parece inteiro, sem arranhões e sem ferrugem, e em seu interior há muitos equipamentos. Mas com o tempo apareceram alguns problemas.


O motor solta fumaça, as rodas balançam, o revestimento dos assentos está rasgado, a direção está dura, é trabalhoso manobrá-lo, o escapamento está furado e barulhento. Mas sabe de uma coisa, papai? Ele continua sendo um bom carro – ou ao menos poderia ser. Investindo um pouco, ele ainda poderia rodar por muitos e muitos anos.


Meu irmão e eu sempre sentávamos no banco de trás, você e mamãe ficavam na frente. Nós nos sentíamos seguros quando você dirigia e mamãe estava ao seu lado.


No mês passado, porém, quando você foi embora, mamãe teve de assumir a direção. Era noite, e parecia que um outro carro vinha em nossa direção. Mamãe tentou desviar, mas o outro carro bateu de frente em nós. O acidente foi terrível.


Mas o mais terrível é que você, papai, estava dirigindo o outro automóvel, e que ao seu lado havia alguém – aquela outra mulher.


Sim, foi um grave acidente e todos nós ficamos muito feridos. Como será que você está passando? Ainda não ouvimos notícias suas. Você também se machucou? Você precisa de ajuda, papai?


Naquela noite me perguntei muitas vezes se iríamos sobreviver à catástrofe. Mamãe foi a que mais se feriu e parece não conseguir se restabelecer. Bruno está em estado de choque. Ele ainda está muito mal e não quer falar com ninguém.


Eu sinto tanta dor que nem mamãe nem Bruno conseguem me ajudar. O médico disse que preciso de terapia específica para me reerguer. Mas, papai, ao invés da terapia, eu prefiro que você me ajude!


A tristeza dói tanto! Papai, nós sentimos tanto a sua falta! Todos os dias ficamos nos perguntando se você não estaria vindo aqui em casa, para dar uma olhada em nós. Mas os dias vão passando, e você não vem. Papai, temo que tudo tenha acabado e que não exista volta, mas meu coração iria explodir de alegria se, ao abrir os olhos de manhã, visse você entrando no meu quarto.


À noite, quando tudo está calmo, ficamos sentados falando de você, de como gostávamos de andar juntos e do quanto gostaríamos que estivesse conosco outra vez.


Como vai, papai? Você sente dores depois do acidente? Você precisa de nós tanto quanto precisamos de você?


Se quiser que eu cuide de você, é só me chamar. Eu o amo!


Sua filha Estéfani.


A carta foi enviada. Alguns dias depois, de manhã cedo, Estéfani desceu para tomar o café da manhã. Ela viu seus pais sentados à mesa, de mãos dadas, com lágrimas nos olhos. Ele havia voltado!


Irmãos, Satanás trava uma guerra ferrenha contra nós! Que o Senhor Deus lhes conceda muita força para serem maridos fiéis, pais tementes a Deus e para ficarem firmes no Senhor, dando ouvidos à Escritura e obedecendo a ela. E vocês, irmãs, ajudem seus maridos a serem homens de Deus!

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

EU NÃO SOU UM CORPO... EU SOU LIVRE!!!


Eu não sou um corpo. Eu sou livre.

Pois ainda sou como Deus me criou.


Sinto o Amor de Deus dentro de mim agora.


O Amor de Deus me criou.

O Amor de Deus é tudo o que eu sou.

O Amor de Deus me proclamou Seu Filho.

O Amor de Deus dentro de mim me liberta.


domingo, 13 de fevereiro de 2011

TARDIO EM LEMBRAR

"Lembre-se de que durante a sua vida você recebeu coisa boas".  
(Lucas 16.25)

A parábola sobre o rico e Lázaro


Ela conta que o rico vivia esplendidamente, pensando apenas em si mesmo e em mais ninguém, muito menos em Lázaro, um mendigo que fora deixado em seu portão e ansiava alimentar-se das migalhas que caíam da mesa do ricaço. um dia, porém, os dois morreram, e aí a história se inverte: 

o rico passou a viver em tormento, enquanto Lázaro estava junto de Abraão e era consolado por ele. Foi então que o rico lembrou de pedir misericórdia a Abraão, mas este lhe recordou que, enquanto eram vivos, o rico desfrutava de coisas boas, já o mendigo só tinha recebido o que era ruim.
Lázaro não estava naquele lugar de consolo só pelo fato de ser pobre, nem o rico foi para o lugar de tormento por sua condição. Apesar de sua pobreza, o mendigo confiava em Deus, enquanto o rico confiava em si mesmo e em suas riquezas, e só após  a morte experimentou o sofrimento, a ponto de ter de pedir ajuda para sair dali.
Como é triste ter de lembrar das coisas que devíamos ter feito quando as oportunidades já se foram! Por isso, é melhor dar flores para sua mãe agora do que levá-las ao túmulo dela. É melhor convidar o seu pai para um churrasco do que levá-lo para um  tratamento de hemodiálise. É melhor lembrar de amar o seu cônjugue enquanto estão juntos do que ficar lamentando se vierem a se separar. É melhor dar tempo e atenção aos filhos do que chorar se eles forem adotados por algum traficante e saírem revoltados de casa. É melhor guardar dinheiro antes que não seja mais possível trabalhar.
Não deixe de fazer as coisas que deveriam ter sido feitas para se lembrar depois, quando as oportunidades já tiverem passado.


"Aproveitem ao máximo todas as oportunidades"
(Cl 4.5b)

Fortes X Fracos


Os fracos sempre atribuem a culpa aos outros!

Os fortes ainda que sejam prejudicados...assumem a culpa!

Os fracos sempre tem desculpas para os seus erros!
Os fortes não têm vergonha de os assumir!

Os fracos fazem-se de vitimas e coitadinhos!
Os fortes, ainda que ninguém aposte neles, acreditam no seu potencial!

Os fracos vêem a critica como um veneno!
Os fortes fazem da critica o seu alimento!

Os fracos têm muito blá, blá, blá, mas raramente agem!
Os fortes são de poucas palavras, mas de atitudes firmes!

O fraco reclama e murmura das dificuldades!
O forte agradece porque sabe que as mesmas o fazem crescer!

O fraco depende da opinião de terceiros!
O forte ouve a voz da Inteligência!
O fraco não admite que é fraco
O forte tira forças da fraqueza!
O fraco impõe seus pensamentos e ideias!
O forte expõe sua opinião com firmeza!

O fraco faz tudo para chamar atenção!
O forte é um referencial!

E tu? Quem tens sido? Fraco ou forte?
Cuidado!!! Antes de reponderes, pensa bem!
Porque se o fizeres estás na iminência de seres Fraco!

Fonte: http://lulu-wwwlulucoisas.blogspot.com/

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Esteja Atento


Pai, prefiro ser um menino que te ouve, 
do que ser um sacerdote cego e surdo...

“Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas. 2 Coríntios 4.18”. 

Deus está gritando por nossa atenção. Pedindo repetidas vezes por nossa atenção. Clamando por nossa atenção. E esse grito tem um objetivo e propósito claro pra Deus. Mas será que para nós?

Quem está atento a Deus, estará atento ao seu redor, àquilo que não é aparente. Estará atento ao verdadeiro sentido das coisas que acontece consigo e com os outros. Quem está atento a Deus verá a calamidade em que se encontram os homens e sentirá triste pesar por isso. E isto muitas vezes irá tirar-lhe a atenção de coisas que são importantes para si mesmo e renderá um comprometimento cada vez maior de sua vida com Deus. Seus maiores sonhos e ambições pessoais se tornarão como a palha, sentirá muitas “perdas” como lucro. 

Quando estamos atentos a Deus percebemos nossa grande impotência diante de muitos fatos e problemas que precisam da ação de Deus, mas veremos, ao mesmo tempo, como Deus é, tremendo em poder, santo, misericordioso e ao mesmo tempo justo juiz. 

Estejamos atentos a Deus. Ele fala, clama de muitas maneiras e está totalmente descoberto e visível em Sua Palavra. Não há mistérios para Deus e aqueles a quem Ele quer usar não serão surpreendidos pelas investidas do diabo. Não serão super-heróis, só serão canais largos e desobstruídos de Deus, para serem usados no lugar e na hora que Ele quiser.

Já passou o tempo de fazer as contas, de hesitar. Deus está clamando. Para o que Deus tem te chamado hoje? Você tem de pronto obedecido? Obedeça sem hesitar. O justo viverá da fé. Esteja atento.

Por Gisele Galvão

domingo, 6 de fevereiro de 2011

"ESPERANDO EM DEUS"





“E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”.(Romanos 8.28)


Quando a Palavra de Deus nos afirma que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus muitos pensamentos passam diante de nossa mente:


Há uma certa expectativa de se esperar o quê que acontecerá para se ver o que vai dar no final. Geralmente nestes momentos as circunstâncias de nossas vidas são calmas e a espera é facilmente aceitável.


Há também uma certa consolação que nos diz que Deus está no controle e tudo dará certo. Estes são os momentos em que os problemas são visíveis, suas resoluções não são vistas, mas esperadas, há um misto de apreensão e espera.


Um outro pensamento é o que nos mostra nossa própria dor. Os problemas revelam-se insolúveis, a dor não passa. Deus está no comando, mas está doendo. As pessoas nos pedem calma, nos convidam a ter paciência, mas a dor persiste. Que atitude devemos ter diante de tal quadro? Como não desanimar no meio da dor?


Talvez todos estes questionamentos já tenham invadido, em algum momento, à sua mente e talvez pareça não existir solução uma vez que a religião quase sempre tem se apresentado como um modelo de pensamento que lhe retira do campo concreto o leva a uma viagem imaginária de um tempo passado e uma perspectiva futura totalmente divorciada do presente. É, nessa maneira de se interpretar, não há resposta para o hoje. Mas, vejamos:


Quando o apóstolo nos fala, em Romanos 8.28, ele tem em mente o Deus Eterno, que habita a/na eternidade e nos escolhe eternamente, e que tem um compromisso eterno de efetivar seus planos. Logo, seu compromisso é com o o­ntem, o hoje, o amanhã, e o sempre;
O Deus que a tudo dirige e governa e é o Soberano sobre tudo e todos.
Quando nossa religião está firmada no amor a este Deus Eterno e Soberano nossa fé aumenta e, mesmo nos maiores tumultos e dores da vida, podemos descansar e vê-Lo operar no presente e termos a certeza de que nosso futuro está garantido em suas mãos.


Espera no Senhor. Não deixe seu coração entristecer, ponha sua fé em Deus e confie nas suas promessas. Espera, pois, no Senhor.

Pr. Sérgio Roberto Pinheiro Gomes

NÃO ESQUEÇA DE COMENTAR!!!!


ABAIXO, TÁ LEGAL.... TCHÁU

sábado, 5 de fevereiro de 2011




Pare um pouco, e reflita...

“Esperar em Deus é confiar plenamente que a nossa vida está em suas mãos. Significa dizer a Deus: Tu és minha ajuda, Tu és a minha única esperança.
Aos nossos próprios olhos, somos incapazes de nos manter de pé nas situações críticas da vida. Mas, aos olhos de Deus, não somente somos renovados em nossas forças, como Ele nos coloca em posições muito além daquelas com as quais poderíamos sonhar. Para descansarmos, enquanto alcançamos vôos mais altos!


Não desista jamais! Creia! Pois será através da tua fé que você contemplará o mover de Deus em tua vida!

Medite em Hebreus 11:27 - 40.